Sábado 25 Out 2014

Igreja em Destaque

Contas Correntes CIBI

CONTAS BRADESCO

Dízimos dos Dízimos:

Ag. 046-9 C/C 0134415-3

  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Missões e Adoções:

Ag. 046-9 C/C 449978-6

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Editora: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pedimos que ao se fazer o depósito, por favor enviem um email para que haja a correta identificação:

Horário Escritório Campinas: 8h30 às 12; 13 às 17h

A Igreja Não Passará Pela Grande Tribulação

AddThis Social Bookmark Button

O Arrebatamento pré-tribulacional ensina que, antes do período de sete anos conhecido como Tribulação, todos os membros do corpo de Cristo (tanto os vivos quanto os mortos) serão arrebatados nos ares para o encontro com Jesus Cristo e depois serão levados ao céu.

Ocasionalmente o Novo Testamento usa harpazo com o sentido de "roubar", "arrastar" ou "carregar para longe" (Mateus 12.29). Também pode ser usada com o sentido de "levar embora com uso de força" (João 6.15; 10.28-29; Atos 23.10; Judas 23). No entanto, para nossos propósitos, um terceiro uso é mais significativo. Diz respeito ao Espírito Santo levando alguém de um lugar para outro. Encontramos esse uso em quatro ocorrências (Atos 8.39; 2 Coríntios 12.2, 4; 1 Tessalonicenses 4.17; Apocalipse 12.5).

O último uso é ilustrado em Atos 8.39, quando Filipe, ao completar o batismo do oficial etíope, é "arrebatado" e  transportado do deserto até a cidade costeira de Azoto. De modo semelhante, a Igreja será tirada.

O ensino neo-testamentário de que Cristo poderia voltar a qualquer momento e arrebatar a Sua Igreja sem sinais ou advertências prévios (iminência) é um argumento poderoso em favor do pré-tribulacionismo. E se o Novo Testamento de fato ensinar a iminência, o arrebatametno pré-tribulacional estará praticamente assegurado.

Qual é a definição bíblica de iminência?

1) A iminência traz consigo o sentido de que algo pode acontecer a qualquer momento. Outras coisas podem acontecer antes do evento iminente, mas nada precisa acontecer antes que ele aconteça. Se alguma coisa precisa acontecer antes de determinado evento ocorrer, tal evento não é iminente. Em outras palavras, a necessidade de que algo ocorra antes, destrói o conceito de iminência.

2) Uma vez que é impossível saber exatamente quando ocorrerá um evento iminente, não se pode contar com a passagem de determinado período de tempo antes que tal evento iminente ocorra. À luz disso, é preciso estar sempre preparado para que ele aconteça a qualquer momento.

3) Ameaça de um acontecimento, sobre alguém ou alguma coisa a qualquer momento, a qualquer instante.

Vejamos os textos a seguir:

1 Coríntios 1.7"...aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo".

1 Coríntios 16.22 "Maranata!"

Filipenses 3.20 "Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo".

Filipenses 4.5 "Perto está o Senhor".

1 Tessalonicenses 1.10 "e para aguardardes dos céus o Seu Filho...".

1 Tessalonicenses 4.15-18 "Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até à vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras".

1 Tessalonicenses 5.6 "Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios".

1 Timóteo 6.14 "que guardes o mandato imaculado, irrepreensível, até à manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo".

Tito 2.13 "aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus".

Hebreus 9.28 "assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação".

Tiago 5.7-9 "Sede, pois, irmãos, pacientes, até a vinda do Senhor... pois a vinda do Senhor está próxima... Eis que o Juiz está às portas".

1 Pedro 1.13 "Por isso,... sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo".

Judas 21 "guardai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna".

Apocalipse 3.11; 22.7, 12, 20 "Eis que venho sem demora!"

Apocalipse 22.17, 20 "O Espírito e a Noiva dizem: Vem. Aquele que ouve diga: Vem.

Cristo pode voltar a qualquer momento, e o Arrebatamento é de fato iminente. E o pré-tribulacionismo pode dar um sentido pleno, literal, a tal acontecimento iminente. O Novo Testamento, todavia, como demonstrado acima, uniformemente instrui a Igreja a olhar para a volta de Cristo, ao passo que os santos da Tribulação são exortados a observar os sinais.

A Igreja primitiva tinha uma saudação especial que os crentes só usavam entre si, conforme registrado em 1 Coríntios 16.22: a palavra "Maranata!" Esta palavra é constituída de três termos aramaicos: Mar ("Senhor"), ana ("nosso"), e tha ("vem"), significando, assim, "Vem, nosso Senhor!" Como outras passagens do Novo Testamento, "Maranata" só faz sentido se uma vinda iminente, ou seja, a qualquer momento, for pressuposta. Isso também serve de apoio à posição pré-tribulacionista.

Vemos também a orientação Bíblica, sobre o dever do cristão com relação ao Arrebatamento:

Mt 24.42-44 – Portanto, vigiem, porque vocês não sabem em que dia virá o seu Senhor. Mas entendam isto: se o dono da casa soubesse a que hora da noite o ladrão viria, ele ficaria de guarda e não deixaria que a sua casa fosse arrombada. Assim, vocês também precisam estar preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que vocês menos esperam.

Mt 25.13 – Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora!

Mc 13.34-37 – É como um homem que sai de viagem. Ele deixa em sua casa, encarrega de tarefas cada um dos seus servos e ordena ao porteiro que vigie. Portanto, vigiem, porque vocês não sabem quando o dono da casa voltará: se a tarde, à meia noite, ou ao cantar do galo ou ao amanhecer. Se ele vier de repente, que não os encontre dormindo! O que lhes digo, digo a todos: Vigiem!

Lc 21.34,35 – Tenham cuidado, para não sobrecarregar o coração de vocês de libertinagem, bebedeiras e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente. Porque ele virá sobre todos os que vivem sobre a face de toda a terra.

Rm 13.11 – Façam isto, compreendendo o tempo em que vivemos. Chegou à hora de vocês despertarem do sono, porque agora a nossa salvação esta próxima do que quando cremos.

Ap. 16.15 – Eis que venho como ladrão! Feliz aquele que permanece vigilante e conserva consigo as suas vestes, para que não ande nu e não seja vista a sua vergonha.

Com base nestes versículos e em outras passagens bíblicas formulo algumas perguntas:

1)      Por que a instrução Bíblica de vigilância, já que irei passar pela Grande tribulação?

2)      Por que Jesus me chama de amigo (João 15,15). E permitiria eu enfrentar o juízo divino junto com os ímpios?

3)      Por que Deus não castigou Ló em Sodoma e Gomorra junto com os ímpios, mas enquanto ele estava lá os anjos não podiam agir para destruir  a cidade (Genesis 19.22). Mas quando ele saiu com toda a sua casa veio o castigo?

4)      Por que devo crer que Jesus depois de me limpar do pecado de me amar, de  me colocar como parte do corpo de Cristo, me castigará com um sofrimento que não existiu na terra (Mt 24.21)?

5)      Se Ele já me valorizou estando eu em pecado, não me valorizaria agora sendo eu parte do corpo Dele?

6)      Porque Deus salvou Raabe (Josué 6.25), uma prostituta de Jericó que acobertou os espias, e não salvaria a sua noiva (a Igreja) do período de Juízo para os ímpios? Não seria aqui uma demonstração clara de amor  da salvação de Deus?

7)      Jesus mesmo disse que no mundo teríamos aflição, não posso negar o sofrimento na terra, mas não posso entender um Deus amoroso, que Deu seu Filho para o resgate de da noiva ( a  Igreja) e depois de a ter resgatada vai castigá-la? Como entender isto?

 

Conclusão

“Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores. Como agora fomos justificados por seu sangue , muito mais ainda, por meio dele seremos salvos da ira de Deus! Se quando éramos inimigos de Deus fomos reconciliados com ele mediante a morte de seu Filho, quando mais agora tendo sido reconciliado, seremos salvos por sua vida! (Rm 5.8-10)

 

Autor: Pastor Waldir Rodrigues   - Pastor da Igreja Batista Independente em Santana do Livramento – Rs.

www.batistaindependente.com

Entre no portal

Graça e Paz.

Download Missões

Materiais de Missões para Download

 

cartaz

marca página

envelope (em cdr)

Apresentação
 

Minhas Compras

 x 
Cesto vazio

Conafebi 2015

Hotel Ritz Lagoa da Anta (Hotel do evento) 5 estrelas: R$ 800,00

Hotel Amapá Atlantic (5 estrelas): R$ 800,00

Hotel Ritz Suites (4 estrelas): R$ 600,00

Forma de pagamento e outras informações:

Baixe a Ficha de Inscrição em Word.

Inscrição on-line

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.